Atividade de Cunho Social

by Os Capiau

/
  • Streaming + Download

    Includes high-quality download in MP3, FLAC and more. Paying supporters also get unlimited streaming via the free Bandcamp app.

      name your price

     

1.
2.
3.
4.
5.
6.
7.
8.
9.
10.
11.
12.
13.
14.
15.
16.

credits

released March 20, 2007

Ilustração: Leandro Lassmar (www.lassmar.com)

tags

license

about

Os Capiau Ipatinga, Brazil

Criada em março de 2003, possui a atual formação desde 2004. Os Capiau surgiu como uma tentativa de reafirmação de valores/questionamentos/posicionamentos vindos do interior. O primeiro cd, "Atividade de Cunho Social", foi composto e gravado com amigos como Sandro (Mukeka di Rato), Marco (Hasta Cuando) e Benito (Zion'z). O disco "Exemplo" traz uma banda mais madura com uma pegada mais agressiva. ... more

contact / help

Contact Os Capiau

Streaming and
Download help

Track Name: Os Capiau - Ódio à repressão
Ódio à repressão Letra Nilmar Música Nilmar, Thiago e Os Capiau
participação Sandro (Mukeka di Rato)

Extermínio de Judeus, holocausto, cataclismo.
Baseado no socialismo a suástica nazista.
Um socialismo não embasado nos verdadeiros ideais, marcado pela opressão da direita autoritária.
Mascarando a xenofobia Hebraica.

Campos de concentração militar, prender, humilhar, torturar, matar.

No Brasil nazifascismo, controlado reprimido.
Getúlio Vargas fardado combateu os seus princípios, se corrompeu ao dinheiro vindo dos Estados Unidos.
Um governo autoritário, defensor do liberalismo.

É falso liberalismo é falso fascismo é falso caráter é falso inimigo.
Track Name: Os Capiau - Verdades
Verdades Letra Nilmar Música Nilmar e O Capiau

A vida é pra ser vivida, o peixe tem que ser pescado. A água é molhada o mais forte come o mais fraco.
Criança tem que brincar, crescer e estudar, o dinheiro que compra as coisa, o pai que vai trabalhar.
O fogo queima, arde, alimenta aquece e mata. O sol que irradia, ilumina e traz a vida.
O Homem é um ser que pensa e raciocina, com toda a sua sabedoria, nem todas as verdades podem ser ditas.
Track Name: Os Capiau - Eu não quero
Eu não quero Letra Nilmar e Thiago Música Nilmar, Thiago e Os Capiau
participação: Marco Abreu (Hasta Cuando)

Eu não quero o seu descaso, o seu abuso. Eu não quero . Eu não quero a sua corrupção o seu falso moralismo. Eu não quero . Eu não quero sua guerra maldita, sua ganância de poder. Eu não quero . Eu não quero sua hipocrisia, inverdades e seu racismo. Eu não quero .

Eu não quero .Eu não quero tudo isso. Eu não quero muito mais.

Eu não quero minha dependência de seu sistema. Eu não quero . Eu não quero seu sistema educacional de preconceitos. Eu não quero . Eu não quero sua violência, sua coerção. Eu não quero . Eu não quero seu desmatamento, destruição do planeta.

Eu não quero . Eu não quero . Eu não quero tudo isso. Yo no quiero muito mais.
Track Name: Os Capiau - Dia a dia da nação
Dia dia da nação Letra Thiago e Nilmar Música Thiago e Os Capiau
participação Benito (Zion'z)

Bem vindo ao país do caos, não não é Camboja nem Laos. Esse é o Brasil curtição corrupção, não fique muito tempo pois se não vira ladrão. Veja a situação que vive a população, todos trabalham noite dia e meia dúzia é de patrão, mas no senado a vida é outra, se por lá ninguém aparece isso não é da nossa conta. Sociedade tonta? Político pilantra, você vota e confia mesmo assim ele te apronta. Mas se você confronta aí vem a repressão, polícia vem batendo, tira bomba e explosão.

Dia dia da nação, dia dia da nação, espera 4 anos mas não vem a solução

R$5,00 é o preço por cabeça, o voto é comprado aconteça o que aconteça, se no jornal não acha emprego vem chegando o desespero, ele promete mas não cumpre nem se olha no espelho. Vergonha na cara se tornou coisa rara, vivendo por dinheiro e por uma mansão mais cara. Essa é sua tara? Obsessão que não pára. No voto a esperança não combina com a matança. Violência contra a gente, fecho os olhos pra não ver, sempre finge que não sente não ver o que está ao seu redor. Com um santinho na mão, promessas e ilusão, o sujeitinho engomado nos enganou.

Dia dia da nação, dia dia da nação, espera 4 anos mas não vem a solução
Track Name: Os Capiau - Eles ainda estão aí
Eles ainda estão aí Letra Bruno Música Bruno e Os Capiau

Vícios e deformações do período militar são vistos ainda hoje na política. 40 anos depois do golpe nacional a violência é explícita. Voto vinculado, senador biônico, colégio eleitoral. Só ajudou a dar nojo procurar distância já ficou normal. Esse momento no passado brasileiro não foi criativo, produziu aberrações e não nos deixou que o esquece.

Voto vinculado, senador biônico, colégio eleitoral. Só ajudou a dar nojo procurar distância já ficou normal.

1975, o Brasil assina com a Alemanha um acordo. Foi vendido tecnologia falsa, que nunca pode funcionar. Ironizada como ficção nuclear. Alguns anos depois, 2 bilhões e meio de dólares são gastos. Usina Angra I funciona e é chamada de vagalume. Nada funciona como costume. A Baía ficou para os Magalhães, Maranhão para os Sarneys, Salvador e São Luís, militares no poder, herança do período que se fez. A vida eleitoral do brasileiro foi totalmente paralisada. A falta de liberdade deixou a sociedade retardada.

Somos os primeiros adultos que não nasceram na ditadura. Alguns foram tolhidos outros moídos pela máquina de repressão. 4 décadas são pouco para apagar todas as marcas deixadas. Do descompasso gigante, ignorância errante, anos sem razão. Voto vinculado, senador biônico, colégio eleitoral. Só ajudou a dar nojo procurar distância já ficou normal.
Track Name: Os Capiau - A eterna reclamação do leigo e não simpatizante em relação ao Hard Core
A eterna reclamação do leigo e não simpatizante com relação ao hard core. Letra: Nilmar Música: Os Capiau

Cadê? Cabo? Cadê a música que eu comecei a ouvir?
Track Name: Os Capiau - Senta a pua
Senta a Pua Letra: Nilmar Música: Nilmar e Os Capiau

Pou pou pou militares atirando. Pou pou pou corpos caindo. Coerção, repressão, usurpação. Governo autoritário num país democrático
Senta a pua.
Trabalhadores só queriam respeito e dignidade. Ao reivindicar recebem balas de covardes. Sindicatos enfraquecidos, direitos oprimidos. Empresa soberana na região em ascensão.
Senta a pua.
Números confusos mortes omitidas. Mortos, feridos, quantos no total? Documentos mentirosos inacessíveis. Contrapostos à depoimentos de sobreviventes. Senta a pua. Senta a pua. Pou pou pou. Senta a pua. Pode atirar. Senta a pua. Pou pou pou. Senta a pua. Até quando?
Track Name: Os Capiau - Eu não sou hipócrita
Eu não sou hipócrita não Letra Nilmar Música Nilmar e Os Capiau

Eu não sou hipócrita não, meus pais têm dinheiro e condições pra viver, mas eu não fico acomodado, vendo tudo acontecer. Eu produzo , eu me expresso, demonstro o que sinto, falo o que penso. Ação, produzir, lutar. Uso o conforto que tenho, desejo que muitos tenham o mesmo. Muito ou pouco não importa eu faço, muito ou pouco não importa apenas faça. Humildade, dignidade e aprendizado. Que caia a máscara dos hipócritas, que demonstrem a verdadeira face, a serviço do mal, querem quebrar os elos da corrente. Não não não vamos deixar. Vamos descobri-los, vamos desmacará- los, vamos agir, vamos mostrar quem somos. Vou mostrar quem eu sou. Não não sou hipócrita não
Track Name: Os Capiau - Ruídos
Ruídos Letra: Nilmar e Marcos Paulo Música Marcos Paulo e Os Capiau

O quê? Ruído (2X) Você quer falar comigo? (2X) O quê? Não estou entendendo é esse ruído.
O quê? O quê que você quer comigo? O quê? Ruído é esse ruído. O quê fale mais alto grite comigo. O quê? Repita por favor repita.
O quê? Ruído (2X) Você quer falar comigo? (2X) O quê? Não estou entendendo é esse ruído.
Track Name: Os Capiau - Mercantilismo indígena
Mercantilismo indígena ( baseado em um conto do livro “Passaporte” de Fernando Bonassi)
Letra Nilmar e Thiago Música Nilmar, Thiago e Os Capiau

Índio vivia pelado, livre correndo no mato. Índio cozinhava macaco e jogava fora a pele. Índio planta, colhe e come e sofre pelo filho que nasce. Índio se impressionou com o homem branco, espelhos colares e perfumes. Mas os índios aprendem depressa.Aprendem a negociar. Se antes eles davam suas filhas de presente, agora ele começam a cobrar. Hoje o índio não vive pelado, tem calça meia e sapato. O índio é frágil e ta doente, doenças da civilização. Índio ainda caça pra comer, mas o alimento está escasso. Índio vive experiências novas, não gosta de todas, não se esquece das velhas. Mas os índios aprendem depressa.Aprendem a negociar. Se antes eles davam suas filhas de presente, agora ele começam a cobrar
Track Name: Os Capiau - Desencapetamento
Desemcapetamento – Nilmar e Thiago

Padres pedófilos, bispos corruptos
Hipocrisia, heresia
Falsos profetas e falsos fiéis
Vão para o banco dos réus
Dízimos impostos, indulgência garantida
Pagando muito se salve mais rápido
Onde está o capeta, que tem que ser exorcizado?
Cadê o capeta?Cadê o capeta?
Cobrando Dízimos! O capeta está solto!!!
Track Name: Os Capiau - Imperialismo genocida
Imperialismo Genocida - Letra Nilmar
participação: Sandro (Mukeka di Rato)

Sanguinaria ganância, destrói a si mesmo. Guerras justificadas por insalubres devaneios. Sangue inocente cobre a calçada. Alimenta a fúria da vingança.

Mata em nome em nome de Deus. Mata em nome do dinheiro. Mata em nome em nome de Deus. Mata em nome do meu pai que morreu

Histórias marcadas por guerras sucesivas. Até aonde vai a insanidade assassina. Lucro a todo custo. Terra em troca de sangue
Track Name: Os Capiau - Exploração comercial
Exploração comercial Letra: Bruno Música: Bruno e Os Capiau


No interior do inusitado Pará, nos arredores comuns de Ipatinga. Em São Paulo ou então no Ceará, no sertão do calor da caatinga. São explorados de sol à sol, almas sofridas que lutam pra viver. São explorados por pessoas desumanas, pessoas fortes que sofrem por sofrer. Adolescentes trabalham 15 horas, perdem a infância e param de estudar, são ensinados à calar e obedecer e quando gritam ninguém quer escutar. E quando é a noite e saem pra rua não tem escolha tem que alimentar, trabalho triste sujando seu corpo e quando gritam ninguém quer escutar São explorados de sol à sol, almas sofridas que lutam pra viver. São explorados por pessoas desumanas, pessoas fortes que sofrem por sofrer.
É no garimpo é na praia é na colheita de café, é na cidade que te exploram e te roubam a pouca fé. Exploração comercial ralando de sol à sol, criança, homem e mulher, perdendo a pouca fé.
Track Name: Os Capiau - Alca
Alca Letra Nilmar Música Nilmar, Thiago e Os Capiau

Alcançamos um nível elevado. Alcançamos bom nome e status. Alcançamos o prestígio. Alcançamos o que queríamos para o país. Alcançaram nosso território. Alcançaram nossas reservas. Alcançaram nossa dignidade. Alcançaram o poder da situação.